Para todas as minhas inimigas: desculpas

Para todas as minhas inimigas: desculpas

Essa é uma carta aberta a todas as minhas inimigas que, de fato, nunca existiram. Eu não odeio a amiga que ficou com meu ex – embora seja constrangedor, eu não tenho esse direito. Não posso privar pessoas de se relacionarem porque em algum momento o outro ou a outra “foi meu” em uma relação. Se não existe mais relação, logo não tenho mais domínio – o que na verdade ninguém tem – um término é um término e vida que segue.

Minhas sinceras desculpas por toda vez que eu te julguei pela roupa que usavas. Eu só consigo imaginar o quão feliz tu deveria estar diante do espelho, se auto admirando e observando cada detalhe seu diante do espelho antes de sair de casa. Prometo nunca mais te olhar com rivalidade e julgamentos.

Nos dias de calor à beira-mar, sempre irei lhe admirar. Admirar sua liberdade de sentir o sol, a areia sob pés e simplesmente aproveitar o vento e a maresia. Não vou comparar seu corpo ao meu. Não sentirei vergonha de minhas imperfeições e nem as tuas, porque nosso corpo não é padrão para ninguém. E padrão é uma construção social que nenhuma de nós se encaixa.

Agora eu sei que é falacioso aquele ditado “ser amiga de homem é mais fácil”. Pura mentira. Eles jamais saberão o quanto nós nos entendemos, o quanto nossa união literalmente faz a força. De agora em diante, pode ser que você não seja minha melhor amiga, e nunca será. Mas em mim, você sempre terá abrigo e olhos de admiração. Amigas pode ser que nunca sejamos, mas inimigas jamais.

E a você, querida sociedade, que por anos me fez crer que nós, mulheres, somos competitivas e ardilosas, saiba que agora não terá mais poder de persuasão sobre a gente. E, no que compete a mim, eu não ando só. Tenho a sororidade e a empatia de milhões delas. Aprendi a me fortalecer no meu eu feminino, e depois que isso acontece a gente se engrandece, se encoraja a lutar uma pela outra. E mexeu com uma mexeu com todas.

Amigas pode ser que nunca. Mas inimigas? Jamais.

Vanessa Monni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *