Onde foi parar o arco-íris??

Onde foi parar o arco-íris??

Já contei aqui no blog sobre a dificuldade que era de convencer as pessoas de que eu era guria e hétero, mesmo que em certos períodos eu gostasse de roupas cor de rosa…. Acho que foi um pouco por isso que me chamou a atenção quando uma amiga, que também é adepta dos jeans e camisetas, disse que estava começando a ficar com medo desse discurso sobre cores e reinados com seus príncipes e princesas que surgiu essa semana.

O problema não está nas cores, mas na nossa cabeça, na nossa sociedade que tenta impor padrões não naturais nas nossas vidas. Já vi pessoas muito mais preocupadas com a cor do enxoval do bebê do que com os hematomas evidentes no corpo da mãe ou mesmo a concepção dessa criança.

Lembrando que estamos no 5º país com maior taxa de feminicídio (já foram ao menos 3 nesses primeiros dias de 2019), lugar onde a cada 11 minutos uma mulher é estuprada, normalmente por um familiar (pai, tio, avô, irmão ou marido) ou por um amigo da família. Aqui vale lembrar da proposta de pagamento mensal do governo para mulheres que decidirem não abortar em caso de gravidez resultante da violência.


A cor que deveria nos tirar o sono é a dos nossos meninos, que são maioria entre os nascidos vivos e minoria entre os que chegam à idade adulta (o Brasil está entre as nações que mais mata seus jovens, mas só os negros!) Uma morte a cada 23 minutos, segundo a ONU.


Ou as cores do próprio arco-íris. Temos práticas desumanas, como o estupro corretivo contra as nossas meninas, que não seguem o padrão esperado por suas famílias. As surras nos nossos meninos por gestos de afeto, às vezes dirigidos a seus familiares. E tão grave quanto são as violências contra as pessoas trans, que pelas agressões físicas e psicológicas acabam perdendo oportunidades educacionais e profissionais. Como se isso já não fosse o suficiente, ainda têm a menor expectativa de vida entre brasileiros e brasileiras, cerca de 35 anos apenas.


Talvez devêssemos nos preocupar com o fato das “princesas” receberem cerca de 30% a menos que os “príncipes” que exercem a mesma função. Isso quando não envolvemos cores, já que mulheres negras chegam a receber apenas 43% do salário de seus colegas brancos.

Então, não, o problema não é uma ministra, ou qualquer outra pessoa, querendo ditar modas, mas o quanto isso joga no esquecimento todas as outras cores do nosso Brasil. A forma que tem se pensado em soluções pra acalmar a consciência dos que ditam as regras, e não pra melhorar a realidade de quem as tem que cumprir.

AuthorJúlia Flôres

Sou fotógrafa, publicitária, assessora de comunicação e "responsável técnica" por esse espaço! Descobri o movimento social em 2 mil e poucos... desde então acompanho muitas lutas, que de certa forma me mostraram a importância de cada batalha em defesa dos direitos humanos.

7 replies to Onde foi parar o arco-íris??

  1. Muito, mas muito bommmm

  2. Adorei.👏👏👏

  3. Parabéns Júlia ,texto ótimo para
    momento que estamos vivendo.querem nos botar guela baixo cor que meninas e meninos devam usar Jane minha irmã tamo junto.grande beijo.

  4. Bom Texto Júlia, creio que eles usam os direitos humanos, e a nós, para que façamos a cortina de fumaça e pulverizem de suas atrocidades, o que de fato fizemos, eles não tão nem ai, pra direitos humanos, talvez nem saibam o que quer dizer, ou o que trata, tanto faz, eles querem mesmo é garantir muita propina para os seus, vendendo tudo que temos e negociando suas polpudas aposentadorias e diárias e benesses, inclui-se ai nossos ilibadinhos do STF e a justiça como um todo. O rombo é bem mais que rosa e azul, o rombo é preto para as futuras gerações. Se tentamos fazer algum reparo histórico vamos ter que triplicar no futuro, serão tempos de dor, os rosas os azuis os diversos vão seguir morrendo, só que agora da pra fazer, a barbárie tá só começando. Ninguém larga a mão de ninguém.

  5. Julia, uma bela reflexão. Agora não dá pra parar. To te acompanhando.

    • Parabéns julia.
      Ótima reflexão sobre questões que nem deveríamos mais estar preocupados.
      Valeu minha amiga !
      Tempos sombrios e pessoas sombrias …

  6. Parabéns julia.
    Ótima reflexão sobre questões que nem deveríamos mais estar preocupados.
    Valeu minha amiga !
    Tempos sombrios e pessoas sombrias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *