Respira fundo…

Respira fundo…

Nasci em 88, pouco antes da constituição.

Meus pais cresceram assistindo seus tios e avôs sendo levados para “averiguações” por militares fortemente armados e totalmente violentos. Os potes de mantimentos virados, os colchões rasgados, os moveis deslocados a procura de provas eram seguidos por dias, as vezes semanas, a espera do retorno dos filhos daquela casa….. Vinham um por vez….

Na faculdade meus pais se envolveram com o movimento estudantil, eles criaram minha irmã em meio a assembleias, protestos e tantas outras manifestações. Eu, nascida em um país democrático, só conheci histórias…. Eram muitas as memórias avivadas por fotos ou notícias dos que protagonizaram aquele período.

A certeza de que algo tão terrível jamais se repetiria permeava todos os relatos. Coisa que mudou nos últimos meses…Ao encontrar uma foto da época da faculdade minha mãe ficou receosa, parou um instante antes de contar… “Esse era o meu grupo de amigos do curso…. Fulana e beltrano foram presos e torturados, ela ficou com sequelas, ele não sobreviveu…. Anos depois a gente descobriu que quem denunciou eles pro DOPS foi esse que tá abraçado nos dois… ele era o milico infiltrado na nossa turma” o olhar da minha mãe era triste e dolorido quando ela me encarou e disse “mas vai passar… eu e o teu pai sobrevivemos naquela época… tu vai superar a repressão que está por vir”.

Então eu te convido… Respira fundo, segura a minha mão e sigamos firmes na luta!

AuthorJúlia Flôres

Sou fotógrafa, publicitária, assessora de comunicação e "responsável técnica" por esse espaço! Descobri o movimento social em 2 mil e poucos... desde então acompanho muitas lutas, que de certa forma me mostraram a importância de cada batalha em defesa dos direitos humanos.

2 replies to Respira fundo…

  1. Vivi está realidade, meu Pai era sindicalista, a tensão sentava à mesa junto com gente todos os dias. Mas, sobrevivemos, somos de esquerda, humanistas e ecologistas.
    #LulaLivre

  2. Te amo, filha!!!!! Obrigada por sempre segurar a minha mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *