Eu e ela, ela e eu

Eu e ela, ela e eu

A minha companheira de todas as horas e eu. 🙂 Tenho culpa dela não me largar? Talvez não… talvez sim… Eu acredito que nada acontece por acaso.
Sim, as coisas não são fáceis e se fossem, não teria tanta graça. Conformismo? Não. Eu só costumo pensar que tudo tem um lado positivo.
Barreiras, obstáculos… sempre vão existir, mas estes são testes para nos mostrar o quanto somos fortes, mais que imaginamos. É aquela história: “o que não mata, fortalece”. 🙂
O fato é que ninguém é perfeito, por isso ninguém é melhor do que ninguém. Imagina se todo mundo fosse igual? Bah! 😛 A graça tá na diferença, em aprender com as diferenças também.
Limitações? Todo mundo tem. Uns mais, outros menos… o importante é não desanimar, ter força de vontade e transformá-las em solução (nada como usar a criatividade ^^).
Eu e as outras pessoas na mesma condição que eu levamos uma vida normal. Digo vida, pois de perto ninguém é 100% normal. ;P hehehe!!!
Se eu pudesse escolher, eu escolheria ser como eu sou. Eu dou muito valor à vida e aprendi muito com ela. Pré conceito, preconceito? Isso é tããão… pequeno. A maior “deficiência” está no coração das pessoas. Mas eu ainda acredito em reabilitação também de coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *