Uma pandemia de internalizações

Como cada cidade, ou estado, tem sua própria realidade epidêmica, sanitária e hospitalar, cada indivíduo tem sua pilha, ou montanha, de desajustes que surgiram (?) com a pandemia. Áreas de atuação, responsabilidades sociais e características pessoais também formam abismos dentro,

AMO MEUS FILHOS, MAS ODEIO A MATERNIDADE. SERÁ MESMO?

As mulheres estão se sentindo liberadas (algumas) para dizer que não gostam da maternidade, que ser mãe não é algo maravilhoso para elas. Eu mesma, no texto que escrevi ano passado para o Especial Maternidades, li comentários dizendo que aquela